A FLIP como sempre

A Festa Literária Internacional de Paraty, a despeito de seu orçamento diminuto por conta da crise, a despeito dos desfalques de programação, da ausência de grandes nomes literários e do cancelamento da festa do Joãozinho “Príncipe”, foi um sucesso – como todas as outras edições. Algumas notas da imprensa: – O orçamento foi o menor… Leia mais A FLIP como sempre

22 de Abril – dia do (re)descobrimento de São Paulo

Sampa do meu coração: qual outra cidade do mundo veria sua quarta-feira trazer à luz não apenas uma, mas três óperas de compositores nascidos no século XX? “O Homem Só” de M. Camargo Guarnieri (1907 – 1993), “Poranduba” de Edmundo Villani-Cortês (1939) e “Ainadamar” de Osvaldo Golijov (1960) fizeram suas estréias no mesmo dia, esta… Leia mais 22 de Abril – dia do (re)descobrimento de São Paulo

Le Corbusier – estetismo ou fascismo?

Uma inquietação recorrente – meus amigos próximos sabem – é entender como podem os estetas serem amorais. Outro dia mesmo me perguntaram sobre atores americanos que apoiavam Hugo Cháves, e o papo rapidamente poderia ter descambado para maestros e compositores que apoiavam Hitler, escritores e poetas que apoiavam Mussolini, cineastas que apoiavam o general Golbery.… Leia mais Le Corbusier – estetismo ou fascismo?

Observatório Ocidentalismo – 19/01/2015

Para os leitores de inglês, um excelente artigo para sobre o impacto das novas mídias no nosso aparato cognitivo. O autor Daniel Levitin é neurocientista e publicou algumas coisas interessantes, inclusive um livro sobre música (infelizmente esgotado em português). Each time we dispatch an email in one way or another, we feel a sense of… Leia mais Observatório Ocidentalismo – 19/01/2015

Os ingênuos da esquerda

Que os chargistas assassinados eram – nas palavras de um analista da Folha de São Paulo – de “esquerda, anti-racistas, anti-fascistas, anti-colonialistas, simpatizantes do comunismo ou do anarquismo” é indubitável. E também evidente que, como bons homens do humor, eram em grande medida iconoclastas (singular era o nível de iconoclastia, realmente pouco educada, como poderá… Leia mais Os ingênuos da esquerda

Observatório Ocidentalismo – 06/01/2015

Nenhuma de nossas políticas públicas tem um critério justo para identificar o que em cultura deve ou não ser subsidiado. Ficamos entre a geléia geral (tudo pode) e o exclusivismo tolo (só pode o que é ruim). E há variantes ainda mais interessantes, como mostra Álvaro Pereira Junior Improdutivos, irascíveis, fora de controle, na contramão… Leia mais Observatório Ocidentalismo – 06/01/2015