Ocidentalismo

por Leandro Oliveira

A dimensão social da arte e Fernando Haddad

"Untitled (Skull)" (1984) de Jean-MIchel Basquiat

“Untitled (Skull)” (1984) de Jean-MIchel Basquiat

Pouca coisa é mais cafona do que a pretensão do cosmopolitismo. Em arte essa pretensão só acaba bem quando fica em algum lugar entre o kitsch e o ingênuo… dois limites por si já não muito desejáveis. Fernando Haddad, o atual prefeito de São Paulo, é um pretenso cosmopolita, e como muitos outros, inconsciente de sua cafonice.

Pois o que, senão a cafonice da correção política, o faria advogar pela grafitagem do patrimônio arquitetônico da cidade? A despeito das questões meramente técnicas do trato da coisa pública, muito bem resumidas na ótima crítica de Rogério Gentile, há a questão estética. Mesmo assim, Haddad não perdeu a oportunidade mais uma vez de posar de moderninho, chamando os críticos de sua intervenção nos Arcos do Jânio, no Bexiga, de “conservadores”. E aí vê-se, mais do que em qualquer lugar, como Haddad é um pseudo-intelectual.

Quando falamos de “grafite” falamos de um suporte. E não existe suporte de vanguarda ou suporte conservador: vanguardista ou conservador é a linguagem, a expressão do qual o suporte é o meio. Nada menos rotineiro que as invenções de Basquiat, nada mais mainstream na arte brasileira que as coisas maravihosas de “Os Gêmeos” – aliás, que se registre, não há qualquer paradoxo, sequer aparente, aqui: nem tudo que é mainstream é ruim, e nem tudo que é inovador é bom.

Fernando Haddad, ao registrar em pleno ano da graça de 2015 que só não gosta de grafite quem é careta, mostra a caretice – o que seria mais careta que estar desinformado, ser arrogante, pretensioso e preconceituoso? -, a caretice, ia dizendo, que encarna.

Fernando Haddad e sua obra “Pato Donald” – é grafite, mas é conservador pra cacete!

 

por Leandro Oliveira

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 7 de fevereiro de 2015 por em artes plásticas, cultura e política, Explorações e marcado , , , .

Últimos tweets

No ocidentalismo não salvamos almas. Alimentamos os peixes para passar as horas…

Agenda de posts

fevereiro 2015
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

Siga Leandro Oliveira no Facebook

%d blogueiros gostam disto: